Técnico Gallo faz mistério e convoca torcida para o Ba-Vi

Gallo faz mistério e convoca torcida para o Ba-Vi

Após uma semana inteira de trabalho, a primeira desde que chegou ao Vitória, o técnico Alexandre Gallo deu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (30), às vésperas do Ba-Vi do domingo (2). Sabendo da importância do jogo ante a má fase de ambos os clubes, Gallo voltou a falar sobre a diminuição de jogos no segundo semestre, o que, segundo ele, irá diminuir o desgaste do time. “A gente vem de uma sequência de 43 ou 42 jogos em cinco meses, é um desgaste muito grande. Outros clubes também tiveram essa sequência, mas conseguiram respirar melhor os atletas. Depois desses últimos sete jogos, sentimos o cansaço dos atletas. Fomos bem nos 30 minutos iniciais contra o Atlético-PR, depois sentimos um pouco e caímos de rendimento”, afirmou. Depois de passar a semana inteira treinando com portões fechados, Gallo decidiu manter o mistério ao evitar falar sobre a postura tática ou escalação do clube para o clássico. Segundo ele, os treinamentos foram essenciais para definir e até mesmo o recém-contratado Carlos Eduardo tem chances de estrear.

“A gente não vai passar a equipe que deve entrar. Os atletas já sabem, nós já treinamos. Eu gosto de passar para o atleta quem vai entrar, ele trabalha diferente, se prepara diferente. Em um clássico desse, o fator psicológico é fundamental. A semana para nós foi muito tranquila, de muito trabalho. O Carlos Eduardo, como todos os atletas que vão ser relacionados, vai estar preparado. As escolhas são feitas pelo que foi apresentado no treinamento”, afirmou. Contratações – Após falar sobre a necessidade de reforços, Gallo poderá contar com a chegada de dois jogadores: o zagueiro Wallace, já oficializado, e o atacante Santiago Trellez, que ainda deve desembarcar em Salvador. Para o treinador, as novas opções irão ajudar o elenco e lhe dar mais opções na hora de montar o time. “O Wallace foi uma ótima contratação. É um atleta de qualidade. Todo clube busca se reforçar, e com o Vitória não é diferente. É um grande jogador, experiente, de atividade física de alto rendimento. A gente espera contar com ele o mais rápido possível”, ponderou. Torcida – Gallo aproveitou também para fazer um apelo e convocar a torcida rubro-negra para comparecer ao Barradão. Com uma das piores médias do campeonato até então, o treinador afirmou que ter a “casa cheia” é importante para criar uma atmosfera propícia para os resultados dentro de casa. “Espero que a torcida compareça para nos ajudar. Nunca vi o Vitória forte sem a torcida do seu lado. Vim jogar aqui várias vezes, e nunca foi fácil. A torcida sempre foi um fator de extrema importância. Sabemos que houve uma dificuldade, mas o momento é agora, esperamos que eles [os torcedores] possam nos ajudar. Fazer disso aqui um caldeirão”, requisitou. Vitória e Bahia fazem o clássico às 16h do próximo domingo (2), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. (Bahia.Ba)


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas