Netinho gera polêmica ao criticar pagode baiano e faz desabafo: “é lamentável”

Na última sexta-feira (29), o cantor Netinho, que já foi um dos principais representantes da música baiana, fez uma declaração que não repercutiu tão bem nos bastidores do entretenimento baiano. Em entrevista à rádio Metrópole, ele revelou que não gosta do pagode da Bahia.

“Não gosto do teor das músicas que eles fazem. Tenho direito de não gostar, isso é normal. Respeito o pagode baiano, mas não gosto”, declarou ao ressaltar que, apesar disso, tem relação de amizade com os principais representantes do gênero, Leo Santana e Xanddy. 

Questionado sobre o momento do axé, Netinho fez questão de destacar o nome de Saulo, que pare ele, é um dos nomes principais da música brasileira.  “Meu querido Saulo, sinto saudade dele, a gente se encontra pouco. Poderia ser Saulo o representante, não digo nem do Axé, mas do Brasil. Ele é um cara que vai além da Bahia”, disse.

Após repercussão das suas declarações sobre o pagode baiano, Netinho utilizou seu perfil oficial do Instagram para desabafar sobre a polêmica. 

“AOS QUE gostam de criar e incentivar polêmicas: SOU RESPONSÁVEL POR AQUILO QUE EU FALO, e não PELO QUE dizem que eu falo ou ENTENDEM DO QUE EU FALO. Para os que gostam de criar discórdias, VEJAM BEM: Xanddy @xanddyharmonia , Leo @leosantana e Marcio Vitor @psirico , ícones do estilo musical pagode baiano, são pessoas que eu respeito e que considero AMIGOS. São artistas batalhadores, trabalhadores, vitoriosos, e os respeito por isso. Acontece que aquelas pessoas que não conseguem/podem agir com SINCERIDADE E RESPEITO; que não são livres para expressar opinião própria, não admitem que outros ajam com SINCERIDADE E RESPEITO nem que expressem sua própria opinião. Isso é lamentável e não funciona comigo. AOS QUE não ouviram a minha entrevista na Metrópole FM nesta sexta E ESTÃO COMENTANDO sobre o que OUTROS disseram que eu falei, DA PRÓXIMA VEZ, OUÇAM A MINHA ENTREVISTA. Não se deixem fazer de tolos por mentirosos e causadores de confusão”.


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas