Na Bahia Doze pessoas já morreram em decorrência da H1N1

Doze pessoas morreram em decorrência da Influenza A H1N1. Os casos foram confirmados nesta quarta-feira, 18, pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Destes, oito ocorreram em Salvador. Os demais casos aconteceram em Camaçari, Lauro de Freitas, Saúde e Serrinha.
O balanço divulgado nesta quarta, que registra os casos confirmados até 14 de abril deste ano, demonstra um crescimento no número de ocorrências em comparação ao mesmo período de 2017.
De acordo com a Sesab, foram notificados 323 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 31 óbitos em 2018. Destes, 65 foram por Influenza, sendo 53 do subtipo A H1N1.
Em 2017, a secretaria registrou 146 casos de SRAG com 11 mortes. Destes, 13 foram confirmados como Influenza e não houve morte.
Idosos e crianças
De acordo com a Sesab, das 12 mortes, em cinco as pessoas tinham mais de 60 anos, três eram menores de 2 anos. As demais mortes foram duas de pacientes entre 20 e 29 anos, um entre 2 e 4 anos e uma entre 40 e 49 anos. Com informações do Jornal A Tarde.

Comentários fechados.

Notícias Relacionadas