Jovem foi espancado até a morte por um segurança nos Festejos Juninos e moradores fazem manifestação pedindo JUSTIÇA

Durante a realização dos Festejos Juninos na cidade de Gandu, situada na Região Baixo Sul da Bahia, um fato revoltando aconteceu, segundo informações o jovem identificado por João foi espancando por um ex policial que estava fazendo parte de uma empresa de segurança que foi contratada pela prefeitura para fazer a segurança da festejos juninos. Quando a polícia chegou no local o jovem estava desacordado e nem chegou ser apresentado na Delegacia e foi socorrido para o Hospital de Base em Itabuna, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo familiares o jovem não tinha envolvimento com o crime e não tinha passagem pela polícia. Uma pergunta não quer calar: PORQUE ESTE SEGURANÇA “UM EX POLICIAL” ESPANCOU ESTE JOVEM ATÉ A MORTE? Por mais que o jovem estivesse com alguém com porte de arma de fogo, isso não dá direito a este possível “policial” espancá-lo até a morte, isso é crime de tortura. Gostaríamos de chamar a atenção do Delegado de Polícia de Gandú, o competente Dr. Roberval Freitas, para que abra uma investigação e apure os fatos, a JUSTIÇA não pode compactuar com a injustiça. Esse segurança que segundo informações trata-se de um policial tem que ser identificado, e se constatado a veracidade das denuncias que circulam nas redes sociais deve ser preso, ele não estar acima da LEI.
Após o crime, familiares e amigos da vítima deste crime bárbaro, interditaram a BA 120, nas imediações do Hospital João Batista de Assis em Gandu, nesta segunda-feira (26), pedindo JUSTIÇA. Estaremos acompanhando as investigações deste caso.
Veja o que diz parte do Boletim de Ocorrência:
“Que a guarnição se encontrava em rondas, quando foi contactada pelo Sub Comandante da unidade, para dar apoio aos agentes de segurança privada que realizavam a triagem no portal principal de acesso a festa dos festejos juninos, onde as informações davam conta que, o indivíduo vulgo Kinho, teria sido flagrado portando uma arma de fogo na companhia de outro indivíduo de pré nome João (ambos qualificados a cima). Que a guarnição deslocou-se até o local afim de dar apoio, onde foi constatado a veracidade dos fatos, no qual os elementos supra citados, já se encontravam detidos e algemados, que a guarnição conduziu os mesmos para unidade hospitalar para realização de exames que atestassem a integridade física. Que após o indivíduo Kinho ter sido atestada a integridade física na unidade hospitalar, foi conduzido e apresentado a autoridade policial para as devidas providências. Com referência a João, ao chegar ao hospital foi constatado um quadro de desmaio, sendo transferido para o hospital de Base em Itabuna, ficando impossibilitado de ser apresentado na delegacia”.
Segundo informações, a prefeitura que contratou a empresa para fazer a Segurança dos foliões, se limitou a dizer sobre este lamentável episódio através da Assessoria de Comunicação: “A polícia está apurando o fato. Enquanto as investigações não forem concluídas, não se pode tomar nenhuma medida, para não atrapalhar as apurações.” Por sua vez o Prefeito Leonardo Cardoso relatou em uma nota que lamenta profundamente com o ocorrido e que está dando o apoio necessário a família da vítima. Deveria também pedir uma investigação rigorosa sobre este desastroso episódio, um jovem morreu isso não é qualquer coisa.

Comentários fechados.

Notícias Relacionadas