ex. prefeito é condenado á 19 anos de prisão

O ex-prefeito de Aurelino Leal, José Augusto Neto, foi condenado nesta quinta-feira (10) a 19 anos de prisão em regime fechado por ser o mandante do assassinato do então prefeito da cidade, Gilberto Ramos de Andrade, em júri popular realizado na 1ª Vara, no Fórum Ruy Barbosa. Também julgado, Leonardo Ramos Santos, que admitiu ter dirigido o carro usado no crime, foi absolvido, mas o Ministério Público vai recorrer.

O julgamento estava previsto para começar às 8h, mas por conta da demora na chegada dos réus, que vieram de um presídio em Valença, só foi iniciado depois das 11h.
O crime aconteceu no dia 5 de maio de 2007, quando Gilberto Ramos foi morto com um tiro no peito em um trecho da BR-101, perto da Fazenda Santa Cruz. No mesmo carro estava o sogro da vítima, Joaquim Sanches, que escapou ileso. Os dois estavam em um Passat que foi interceptado por um Siena onde estavam dois homens – um deles desceu e atirou no peito do prefeito.
Segundo as investigações, o ex-prefeito pagou R$ 20 mil para mandar matar Gilberto. Ele foi condenado por homicídio triplamente qualificado.

Comentários fechados.

Notícias Relacionadas