Bebê morre durante o trabalho de parto no Hospital Municipal de Amargosa; é o segundo caso em 15 dias

Bebê morre durante trabalho de parto realizado no Hospital Municipal de Amargosa, nesta sexta-feira(18). Este é o segundo caso de morte durante o parto em 15 dias. Segundo informações do Amargosa News, a gestante de 38 anos de idade deu entrada na unidade de saúde pela manhã já sentindo dores de contrações.
A qual passou por avaliação médica onde os médicos verificaram a viabilidade de um parto normal. Familiares afirmaram ao nosso repórter que a gestante possuía gravidez de risco devido a idade, e não tinha condições de ter um parto normal. O serviço de parto normal foi iniciado pela tarde, no entanto, fatalmente, o bebê morreu durante o serviço.
Ainda segundo o Amargosa News, a família afirma que houve negligência médica e uma queixa foi registrada na Delegacia Local. O corpo do bebê, que seria batizado pelo nome de Yan, será sepultado neste sábado. Viaturas da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal foram acionadas. Nossa reportagem tentou contato com a direção do Hospital Municipal, porém até fechamento desta matéria não obtivemos resposta.

PM apreende 100 espadas e 340 kg de pólvora em Muritiba

Uma operação conjunta envolvendo equipes da 27ª Companhia Independente de Polícia resultou na prisão de um suspeito e apreensão de materiais ilícitos, na fiscalização a venda e guarda de produtos explosivos e fogos de artifícios, no município de Cruz das Almas, na região, no recôncavo baiano, nesta sexta-feira (21).
Segundo a polícia, mais de 100 espadas juninas, 300 kg de pólvora e artefatos junino proibidos por lei, foram apreendidos. De acordo com a Polícia Militar todo material foi apreendido num galpão de uma residência na localidade de Carro Quebrado, zona Rural de Muritiba. Uma mulher que estava na casa foi encaminhada a Delegacia de Polícia.
A Polícia investiga o caso afim de chegar no (s) proprietário (s) dos artefatos que poderá responder com base no artigo 16, inciso III, da Lei 10826/03, por possuir artefato explosivo ou incendiário sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar.
Todo material encontra-se em poder da Polícia Civil de Muritiba, que após perícia técnica será encaminhado para incineração através do Exército Brasileiro. Com informações do site Notícias do Recôncavo.

Tragédia: Após surto psicótico, jovem mata mãe e irmã a facadas

Um jovem de 21 anos matou a mãe e a irmã a facadas após sofrer um surto psicótico na tarde desta quarta-feira (17), em Tubarão/SC. O crime aconteceu por volta das 14 horas na residência da família no bairro São Martinho.
As vítimas de 42 e 13 anos foram atingidas no peito e no abdômen. Ambas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e Samu e encaminhadas até o Hospital Nossa Senhora da Conceição, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.
“Fomos informados que o jovem agressor estaria em uma fábrica próximo do local. Chegando lá, encontramos o jovem seminu, sujo de sangue e falando coisas sem sentido. Ele foi dominado, algemado e encaminhado para o hospital. Lá, ele foi amarrado a uma maca e sedado”, relatou o capitão Josias da Polícia Militar, que atuou na ocorrência.
Em depoimento de familiares à PM, o agressor foi internado recentemente no Hospital de Laguna. “Depois dessa internação, ele estaria se negando a tomar os remédios. Então, então a hipótese mais provável é que tenha sofrido um surto psicótico, afetando a capacidade dele”, conta o capitão da PM.
O jovem seria usuário de drogas e cobrava a mãe para que lhe desse dinheiro para comprar entorpecentes. Ele também teria passado a se negar a tomar os remédios e estaria exaltado ao descobrir que a mãe lhe dava os medicamentos escondidos. A Polícia Civil assumiu o caso. Com informações do G1.

Colombianos são encontrados mortos em BA-001, no sul da Bahia


Dois colombianos foram encontrados mortos na BA 001, entre as cidades de Ilhéus e Itacaré, no sul da Bahia.as primeiras informações dão contas que , dois homens suspeitos de terem matado Andres Aluan Rey e Diana Paola Zuluaga foram encontrados na noite de sexta-feira (18) enquanto enterravam as vítimas em uma cova rasa às margens da via.

Conforme a polícia, os suspeitos conseguiram fugir por um matagal. A motivação do crime não foi informada. Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus.

Foto: Google


Material apreendido em operação contra pedofilia choca policiais baianos

Em entrevista coletiva, delegados da Polícia Civil deram
detalhes da operação (Foto: Reprodução)
Material pornográfico com bebês e crianças pequenas, além de bonecas infantis e bonecas infláveis foram apreendidos nesta quinta-feira, 17, em Salvador, região metropolitana e oito cidades do interior da Bahia, durante a Operação Luz da Infância 2, que mobilizou as policias civis e a Polícia Federal em 24 estados e Distrito Federal (DF), em uma mega ação coordenada contra a pedofilia em todo o país. Na Bahia, foram presas 10 pessoas, sete pela Polícia Civil e três pela Polícia Federal. O teor das imagens contidas no material apreendido chocou até os investigadores. “É muito pesado. A prática de sexo com crianças pequenas ou a imagem delas de forma pornográfica, são condutas que realmente chocam”, destacou a titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra à Criança e o Adolescente (Dercca), delegada Ana Crícia Macedo.
Bonecas infláveis infantis e armas foram
apreendidas  na casa de um dos alvos da
operação.
As prisões foram realizadas em flagrante após cumprimento de 26 mandados de busca e apreensão. As investigações vêm acontecendo desde janeiro. A Polícia Civil baiana explica que os mandados foram direcionados às residências dos titulares dos planos de internet. “Temos informação do titular da conexão que fez acesso a esse tipo de conteúdo pornográfico”. Agora, as investigações vão ser desenvolvidas para determinar quem foi que acessou esses conteúdos, se o titular dos planos ou alguém utilizando seus dados. *
Matéria reproduzida do CORREIO

Ibirataia: Jovem sofre tentativa de homicídio e policial é baleado em confronto com bandidos

Jovem identificado como “Nego Xandy” foi atingido
por três tiros (Foto: Ocorrência Policial)
Por volta das 19h dessa quinta-feira (17), um jovem identificado apenas pelo apelido “Nego Xandy”, de idade não revelada, foi alvejado por pelo menos três tiros (um no ombro, um no braço e outro na mão), enquanto andava em uma das ruas do bairro Mirassol, em Ibirataia. Na fuga os criminosos seguiram sentido uma estrada vicinal que dá acesso à várias regiões, conhecida como Guloso. A Polícia Militar foi acionada e deslocou para averiguar a situação, saindo em seguida em perseguição aos suspeitos. Na estrada do Guloso os policiais avistaram dois homens numa motocicleta Honda Broz, de cor preta, conforme características repassadas por testemunhas. Ao se aproximarem os policiais foram recebidos a tiros. Houve o revide e um Policial Militar foi atingido no tornozelo. Tanto “Nego Xandy”, quanto o PM foram levados para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. Policiais Militares da 55ª CIPM/Ipiaú, 60ª CIPM/Gandu e da CIPE CENTRAL realizaram uma operação na região a fim de prender os bandidos. A Polícia acredita que o crime tenha envolvimento com o tráfico de drogas, já que “Xandy” refere-se frequentemente em redes sociais como membro de uma facção criminosa que tenta se instalar na cidade. (Ocorrência Policial)

Valença: Elemento se joga no Rio Uma, para não ser preso por porte ilegal de arma de fogo.

 
Na noite desta quarta, 16/05, por volta das 22:20h, em rondas no centro da cidade, precisamente na Rua General Labatut, quando a guarnição da Guarda Civil Municipal se deparou com um indivíduo que transitava a pé com um blusão amarelo na mão e em atitude suspeita.
Ao aborda-lo, o acusado largou o blusão e empreendeu fuga pela Travessa General Labatut, seguindo sentido a Rua Comendador Madureira,
A equipe verificou o blusão, onde constatou que havia uma pistola tipo bereta com a numeração 894. A viatura fez o acompanhamento do mesmo, que se jogou no Rio Una, sendo acionado o apoio da Polícia Militar, que juntos fizeram busca no local, sem êxito na ocorrência. GCM.

Prefeito Ricardo Moura aceita convite e filia-se ao PSD.

 

Após diversos encontros e reuniões na capital baiana atendendo a vários convites de diversas agremiações partidárias, o prefeito de Valença aceitou o convite do Deputado Federal Paulo Magalhães, filiando-se ao Partido Social Democrático- PSD. O ex-governador e atual Senador, Otto Alencar, também deu as boas vindas ao chefe do executivo valenciano.
O prefeito de Valença Ricardo Moura, que foi eleito na legenda do Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB, hoje MDB (15), afirmou que mais importante que pensar em legenda é pensar em Valença, no seu futuro, em nossa gente. E após ter recebido o honroso convite do Deputado Federal Paulo Magalhães, um homem sério e que tem ajudado e muito nosso município não poderia ter outra opção a não ser aceitar este convite e ter a parceria de um Deputado Federal que vai continuar trabalhando pela nossa cidade.
Em entrevista a imprensa o Deputado Federal, Paulo Magalhaes, afirmou que o Partido Social Democrático-PSD é quem ganha com a chegada deste que é a maior liderança politica de Valença e da região do Baixo Sul. “A afiliação de Ricardo Moura só aumenta a responsabilidade da bancada baiana do PSD na Câmara Federal em continuar captando mais investimentos para o município de Valença e contribuindo com o progresso”. Conclui o Deputado.

Fonte . reporterurgente.com.br


Policia prende 132 entre professores e advogados em operação policial contra a pedofilia .

Ao menos 132 pessoas pegas em flagrante com material pornográfico foram presas na manhã desta quinta-feira (17) em uma operação de combate à disseminação de conteúdo de pornografia infantil na internet. Policiais civis de 24 estados e do Distrito Federal cumprem 579 mandados de busca e apreensão, em ação coordenada pelo Ministério da Segurança Pública.

Os suspeitos foram monitorados nos últimos quatro meses pela diretoria de inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública com base em dados coletados em ambientes virtuais. Segundo o órgão, os dados apresentavam “indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”.

Esses materiais foram encaminhados para as Polícias Civis de todos os estados, que instauraram inquéritos e pediram à Justiça autorização para executar os mandados de busca e apreensão.

Foram analisados mais de 1 milhão de arquivos, o que levou à definição dos alvos dos mandados de busca e apreensão. “De todos esses alvos, todos estavam com quantidade considerável de arquivos armazenados. O mínimo foram 150 arquivos baixados, e ninguém baixa 150 arquivos sem querer. Mas tem alguns com 50 mil, 80 mil e até mais de 200 mil arquivos armazenados”, disse o coordenador de laboratório de inteligência cibernética da Senasp, Alessandro Barreto.

Entre os presos, há casos de suspeitos que já haviam sido detidos em operações anteriores –caso de um técnico de enfermagem que já havia sido alvo da operação Peter Pan, da Polícia Civil de São Paulo. “Temos casos de mulheres presas, advogados, educadores. São vários perfis e de várias idades”, diz Barreto.

Para o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública), é preciso haver punições mais duras para estes casos. “Eu acredito que nos casos desses crimes, nos casos de reincidência, deveria receber uma pena maior. E também que se evitasse a soltura daqueles materialmente identificados como criminosos”, disse. “Mas quero deixar claro que não vai haver impunidade”, completou.

Atualmente, as penas por armazenamento e compartilhamento desse tipo de arquivo variam de um a seis anos de prisão. Já a produção de imagens de pornografia infantil tem como pena de quatro a oito anos de prisão. Segundo o ministério, apenas os estados do Rio Grande do Norte e Paraná não participam da operação, por não ter havido tempo hábil de verificar os dados.

Ao todo, 2.625 agentes estão nas ruas para cumprir os mandados, distribuídos em 284 cidades do país. Os suspeitos detidos em flagrante estão sendo levados às delegacias de proteção à criança e crimes cibernéticos dos estados envolvidos. Só no estado São Paulo, os agentes buscam cumprir 166 mandados. Destes, 95 foram expedidos na capital paulista.

Segundo Jungmann, essa é a maior ação integrada de polícia judiciária já feita no Brasil e a maior operação para reprimir crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes já realizada em apenas um dia no mundo.

PRIMEIRA FASE

A ação integra a segunda fase da operação Luz da Infância. Na primeira fase, em outubro do ano passado, os agentes prenderam 112 suspeitos em 24 Estados, além do Distrito Federal -Amapá e Piauí não participaram na ação porque não tiveram tempo hábil de concluir as investigações.

No total, foram identificados mais de 151 mil arquivos com conteúdo de pedofilia -cenas de sexo explícito com a participação de crianças- que eram compartilhados entre os suspeitos. A lei diz que apenas armazenar esse tipo de material já configura crime. Os suspeitos tanto armazenavam quanto compartilhavam esse material. Em alguns casos, também o produziam.

A operação ocorreu após seis meses de investigações, feitas em parceria com órgãos norte-americanos (caso da Embaixada dos Estados Unidos e da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília) e agências de inteligência de polícias judiciárias estaduais. Segundo o ministério, o nome da operação “Luz na Infância” foi escolhido por serem “bárbaros e obscuros” os crimes contra a dignidade sexual de adolescentes e pelos acusados agirem “nas sombras da internet”.

Questionado sobre o motivo da Polícia Federal não ter participado da operação, Jungmann disse que isso ocorreu devido à falta de disponibilidade de recursos. Com informações da Folhapress.