Prefeito eleito Ricardo Moura e Beto da vila Fernando Brito e Maneca ché são diplomados em Valença

img_20161216_120210760img_20161216_112534183img_20161216_105923294

Na manhã desta sexta-feira (16/12), os prefeitos eleitos, os vice-prefeitos, vereadores e suplentes dos municípios de Valença e Cairu foram diplomados no Fórum Gonçalo Porto de Sousa a solenidade foi presidida pela Juíza Drª Alzeni Conceição Barreto Alves, e foi realizada no fórum Gonçalo porto de souza em Valença, no Baixo Sul da Bahia.
img_20161216_111927183img_20161216_111910131img_20161216_111812982img_20161216_111736773img_20161216_111707059img_20161216_111554102img_20161216_111515789img_20161216_112225086img_20161216_112138605img_20161216_112047307img_20161216_112041181img_20161216_111949165img_20161216_121121102img_20161216_120210760img_20161216_112314783img_20161216_110016288
img_20161216_102027696
O prefeito de Valença, Ricardo Moura (PMDB) e o vice Beto de Glorinha, eleitos com mais de 14 mil votos, e os vereadores Luiz de Serra Grande, Betão, Benvindo, Mateus Passos, J Almeida, Clóvis Junior, Lorena Mercês, Bertolino de Jesus, Agostinho, Rosa de Gama, Adailton Francisco, Vane Costa, Pó da Pesca, Robinho e Reca foram diplomados na cerimônia realizada no auditório do fórum.
A cerimônia também diplomou o prefeito, vice e vereadores do município de Cairu. Para o prefeito reeleito Fernando Brito, “é um momento de satisfação, de alegria, o que a gente espera agora após a diplomação fazer uma grande festa”. Segundo o prefeito reeleito com mais de 5.500 votos, a próxima gestão sofrerá mudanças na estrutura administrativa.
img_20161216_112610062-1img_20161216_112514022img_20161216_102027696
Foram diplomados os vereadores em Cairu, Don Ché, Ecinho, Paulinho do Galeão, Bino, Diego Meireles, Pikui, Renato do Morro, Tião, Keninho, Claudio Brito e Ivan de Gerino.
As cerimônias de posse dos prefeitos, vice e vereadores de Valença e Cairu ocorrerão no dia 1º de Janeiro de 2017 em seus respectivos municípios. Os eleitos estarão no cargo entre Janeiro de 2017 a Dezembro de 2020.

Pontos fundamentais para se tornar empreendedor em 2017

Quer ter um negócio próprio? A abrir uma empresa é uma decisão de grande responsabilidade, sendo necessários diversos processos, que necessitam de atenção, principalmente, nos detalhes mais técnicos. Alguns pontos de destaque são elaboração do contrato social, a escolha do tipo de tributação da empresa, a escolha do imóvel, obtenção de alvará.Veja alguns pontos que o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos, selecionou para ser levado em conta antes de abrir uma empresa.Planejamento do negócio – O grande problema na maioria das empresas abertas é que isso ocorre impulsivamente, e em função disso não há um plano de negócio estabelecido, público alvo e estrutura necessária, assim, antes de qualquer coisa é necessário sentar e ver o que se pretende e como se objetiva atingir.
Muitas vezes após essa primeira análise se percebe a necessidade de uma capacitação e hoje se encontra um grande número de cursos de capacitação para empreendedores, como os oferecidos pelo Sebrae e pela DSOP Educação Financeira. Também é importante pesquisar como está o mercado em que pretende atuar, para ver em qual nicho de público se encaixará.Cálculo de custos para começar a funcionar – É preciso que se tenha em mente que para colocar uma empresa para funcionar haverá custos que vão além dos que já se conhece no dia a dia de uma empresa com infraestrutura e pessoal. Dentre esses os principais são as taxas da junta comercial e da emissão do alvará, dentre outras que variam de acordo com a localidade e o ramo de atuação.Para facilitar esse processo existem profissionais especializado em resolver a burocracia, para se ter ideia, a Confirp tem uma área que apenas se responsabiliza por isso, tirando do cliente qualquer ‘dor de cabeça’ relacionada ao tema.
Elaboração do contrato social – Para toda empresa funcionar é imprescindível que se elabora um contrato social, é nesse documento que estão relacionados os pontos práticos do funcionamento da empresa. Pontos primordiais que devem englobar são informações como nome, endereço e atividade, capital social (valor ou bens investidos), qual a relação entre os sócios e como se dá a divisão dos lucros.Importante frisar que quaisquer alterações contratuais, faz com que se tenha que refazer as inscrições federal, estadual e municipal e as licenças. As sociedades limitadas só podem alteradas se 75% do capital estiver de acordo. Geralmente o registro de um contrato social pode ser agilizado procurando o sindicato da categoria da empresa, sendo que o mesmo pode possuir um posto avançado da junta comercial. Com isso, todo esse processo pode ser finalizado em até 24 horas.
Opção pelo regime tributário que a empresa seguirá – Hoje três são basicamente três os regimes de tributação existentes, Simples, Presumido ou Real. A opção pelo tipo de tributação que a empresa utilizará deve ser feita até o início do próximo ano, mas, as análises devem ser realizadas com antecedência para que se tenha certeza da opção, diminuindo as chances de erros.Outro ponto é que cada caso deve ser analisado individualmente, evidenciando que não existe um modelo exato para a realização de um planejamento. Apesar de muitos pensarem que melhor tipo de tributação é o Simples, existem até mesmo casos que esse tipo de tributação não é o mais interessante, mesmo que a companhia se enquadre em todas as especificações.Definição da estrutura física – Além de definir o local onde será o empreendimento é necessário também que se adquira toda uma estrutura para o funcionamento da empresa, e isso dependerá de cada ramo de atuação, podendo ir desde maquinário até material de escritório.
Sobre o local em que será é importante que se observe também se esse se adéqua ao público que pretende atingir e, principalmente, diretrizes estabelecidas pelo município referente ao local. Uma boa orientação para quem está iniciando é a utilização de espaços de coworking, como é o caso da Gowork (http://www.gowork.com.br/) em São Paulo. Que são espaços compartilhados que possibilitam foco no trabalho, network e economia.Obtenção de registros e licenças – hoje a burocracia é tanta para empresas que grande maioria não possuem todos os registros e licenças necessários para o funcionamento, no que se configura em um risco jurídicos para essas, dentre os registro necessários estão o habite-se do imóvel (autorização da prefeitura para que ele possa ser habitado) e as regras de ocupação de solo (cada cidade define regras específicas em leis de zoneamento), alvará de funcionamento, pagamento de taxas de funcionamento, dentre outras licenças necessárias dependendo da atividade da empresa.Veja todos os documentos necessários e em quais órgão buscar:
• Junta Comercial: registros dos atos sociais (contrato social, atas de reuniões, deliberações etc.).
• Receita Federal: para obtenção de registro do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).
• Prefeitura: para obtenção do Alvará de Funcionamento e nota fiscal, caso a empresa seja contribuinte do ISS (Imposto Sobre Serviços).
• Secretaria Estadual da Fazenda: para obtenção de inscrição Estadual.
Contratação de uma contabilidade – Toda empresa necessita de uma contabilidade par funcionar. Essa que será responsável por estar gerando as informações imprescindíveis para a empresa esteja em dia com os órgãos públicos.Também são responsáveis pelo cálculo de impostos e tributos que a empresa deverá pagar, bem como análise da situação contábil da empresa e geração de informações imprescindíveis para a gestão empresarialProcesso de contratação de profissionais – Sua empresa terá necessidade de funcionários? Se sim é necessário abrir processos seletivos para contratação, hoje esse ponto é um dos mais problemáticos para as empresas em função de um crescente apagão de mão de obra que passa o país. Após a contratação é necessário elaborar o contrato de trabalho, definir salários benefícios ver qual o melhor regime de trabalho e regularizar o mesmo junto ao INSS.

Tucanos devem reconduzir Aécio à presidência do partido

Tucanos devem reconduzir Aécio à presidência do partido

O PSDB marcou para esta quinta-feira (15), reunião de sua Executiva Nacional em Brasília e deve reconduzir o senador Aécio Neves à presidência do partido por mais um ano. A informação foi divulgada pela coluna Painel, do jornal Folha. Segundo a publicação, oficialmente, os tucanos foram convocados para discutir a conjuntura política do país, mas o verdadeiro objetivo é referendar um artigo do estatuto da sigla que dá poder ao Diretório Nacional de prorrogar o mandato. “A recondução é natural”, diz Ricardo Tripoli (SP), recém-eleito líder da bancada na Câmara.


“Zoológico”: João Leão aparece em delação de ex-executivo da Odebrecht

"Zoológico": João Leão aparece em delação de ex-executivo da Odebrecht

Investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da Lava Jato, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), aparece também na delação de Claudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht. De acordo com a delação de Melo, o apelido do vice-governador nas planilhas da empresa era zoológico – que faz relação com seu sobrenome. “Nessa caso, vim a saber posteriormente, por meio de José Filho, se tratar de João Leão”, relata. Além do vice-governador baiano, os apelidos de outros baianos são revelados: Adventista, Bezerro, Contador, Corrida, Ferrovia, Lutador, Menino, Miudo, Sogra e Trave – todos estes sem identificação na delação. Claudio Melo disse, no entanto, acreditar que “Trave” e “Goleiro” são a mesma pessoa – o vereador de Salvador Paulo Magalhães Júnior. Outro baianao que aparece na lista como “Menino” e “Jovem” é o deputado estadual Adolfo Viana Neto. O conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Mário Negromonte (ex-PP), também aparece na listagem. “Monte (Nesse caso, vim a saber posteriormente, por meio de José Filho, se tratar de Mario Negromonte. Estive com esse agente político, juntamente com José Filho e Valter Lana, em visita de cortesia no gabinete do Ministro das Cidades, oportunidade em que Valter Lana apresentou projetos mobilidade urbana na região de sua responsabilidade”, afirma.


Maioria dos estudantes brasileiros não entende o que lê e nem faz contas, aponta avaliação

Quase metade dos estudantes brasileiros (44,1%) está abaixo do nível de aprendizagem considerado adequado em leitura, matemática e ciências, de acordo com os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), divulgados nesta terça-feira (6) pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
Esses estudantes obtiveram uma pontuação que os coloca abaixo do nível 2, considerado adequado nas três áreas avaliadas pelo Pisa. Separadamente, 56,6% estão abaixo do nível 2 e  apenas 0,02% está no nível 6, o máximo da avaliação. Em leitura, 50,99% estão abaixo do nível 2 e 0,14% estão no nível máximo; em matemática, 70,25% estão abaixo do adequado, contra 0,13% no maior nível.
Isso significa que esses estudantes não conseguem reconhecer a ideia principal em um texto ou relacioná-lo com conhecimentos próprios, não conseguem interpretar dados e identificar a questão abordada em um projeto experimental simples ou interpretar fórmulas matemáticas.
“O nível 2 é o nível considerado mínimo para a pessoa exercer a cidadania”, diz a secretária executiva do Ministério da Educação (MEC), Maria Helena Guimarães de Castro. “Todos os educadores insistem e nós também na questão da equidade. Esse resultado mostra problema de desigualdade muito grande”.
O Pisa testa os conhecimentos de matemática, leitura e ciências de estudantes de 15 anos de idade. A avaliação é feita a cada três anos e cada aplicação é focada em uma das áreas. Em 2015, o foco foi em ciências, que concentrou o maior número de questões da avaliação.
No total, participaram da edição do ano passado 540 mil estudantes que, por amostragem, representam 29 milhões de alunos dos países participantes. O Pisa incluiu os 35 países-membros da OCDE, além de economias parceiras, como o Brasil. No país, participaram 23.141 estudantes de 841 escolas. A maior parte deles (77%) estava matriculada no ensino médio, na rede estadual (73,8%), em escolas urbanas (95,4%).
Desigualdade
Dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do Pisa no Brasil, mostram que há no país grande desigualdade entre os estados em relação aos resultados do exame.
Em ciências, o estado que obteve a maior pontuação foi o Espírito Santo, com 435 pontos. O estado com o pior desempenho foi Alagoas, com 360 pontos. De acordo com os critérios da organização, 30 pontos no Pisa equivalem a um ano de estudos. Isso significa que, em média, há mais de dois anos de diferença entre os dois estados. A média do Brasil em ciências foi de 401 pontos.
Em leitura, cuja média do Brasil foi de 407 pontos, e em matemática, cuja média foi 377, 15 estados ficaram abaixo da média nacional: Roraima, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Pará, Pernambuco, Rondônia, Amapá, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Sergipe, Maranhão, Tocantins, Bahia e Alagoas. Leia mais AQUI.

Senado decide que não cumprirá decisão do STF sobre afastamento de Renan

A Mesa Diretora do Senado decidiu nesta terça-feira (6) que não vai cumprir a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, de afastar o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). De acordo com o G1, os senadores definiram que vão aguardar a deliberação do plenário da Corte sobre o caso.
A decisão foi tomada em uma reunião com Renan, que teria garantido ter respaldo jurídico para não assinar a notificação sobre a determinação de Marco Aurélio. Essa seria uma estratégia do peemedebista para se manter no cargo ao menos até esta quarta (7), quando o STF deve julgar seu recurso.
Os demais integrantes da Mesa aconselharam o presidente a cancelar a sessão de votações desta terça (6), assim como a sessão conjunta do Congresso Nacional e o jantar de confraternização natalina, que ocorreria na residência oficial de Renan.
O peemedebista se recusou a receber o oficial de Justiça para assinar o documento, e o agente aguarda deste às 9h desta terça em uma antessala da Presidência do Senado para entregar a notificação.

Idade mínima para aposentadoria deve subir a 67 anos até 2060, diz governo

O governo propõe estabelecer uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria, mas esse limite não será fixo: deve subir pelo menos duas vezes até 2060, chegando a 67 anos. A ideia é acompanhar o aumento da expectativa de vida dos brasileiros ao chegar à aposentadoria, segundo o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano.
Ele apresentou, nesta terça-feira (6), detalhes da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da reforma da Previdência. A proposta foi protocolada na noite de ontem.
Atualmente, ao chegar aos 65 anos, o brasileiro costuma viver mais 18 anos, em média, segundo estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Isso é chamado de expectativa de sobrevida. Esse número é atualizado todo ano pelo IBGE.
Se os brasileiros passarem a viver mais tempo depois de aposentados, isso vai exigir mais recursos da Previdência. A proposta do governo, então, é “adiar” a aposentadoria: a idade mínima para se aposentar passaria de 65 para 66 anos, depois para 67 anos, e assim sucessivamente.
Segundo o secretário, até 2060 devem acontecer duas revisões –sempre de um ano a mais cada.
Mínimo de 65 anos de idade e 25 anos de contribuição
Uma das principais mudanças proposta é estabelecer um mínimo de 65 anos de idade e 25 anos de contribuição para se aposentar. A regra passaria a ser a mesma para homens e mulheres. Também atingiria não só trabalhadores de empresas privadas, mas também servidores públicos e políticos.
Essas novas regras valeriam para homens com 50 anos ou menos e para mulheres com 45 anos ou menos, na data em que a proposta entrar em vigor.
TEMER – Em reunião na segunda-feira (5), o presidente Michel Temer e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, já tinham adiantado alguns detalhes da reforma. O governo tinha confirmado que pretende criar uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos para todos.
“Eu cito como curiosidade: o primeiro regime previdenciário brasileiro tinha idade mínima de 65 anos –que é a idade que está sendo proposta agora. Foi em 1934, ainda no primeiro período do governo [de Getúlio] Vargas. Em 1934, a idade mínima era 65 anos”, disse Padilha.

FHC sugere novas eleições e diz que vai ajudar na ‘travessia’

FHC sugere novas eleições e diz que vai ajudar na 'travessia'

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeriu que, em eventual agravamento da crise política no país, o Congresso deve aprovar uma Emenda à Constituição para a convocação de novas eleições presidenciais. “É preciso logo fazer uma emenda no Congresso para a eleição direta”, disse em entrevista ao programa Diálogos com Mario Sérgio Conti, da Globonews. Em programa veiculado na noite de quinta-feira (1º), o tucano foi questionado sobre uma eventual renúncia de Michel Temer e se disputaria a eleição por via direta ou indireta. “Eu espero que isso não aconteça. Nós estamos atravessando uma pinguela, mas, se a pinguela quebra, você cai no rio. Meu esforço todo é que haja uma travessia”, disse. “Primeiro vou fazer o todo possível para fazer a passagem – portanto, o governo Temer, que é passagem – para que isso não ocorra”, completou. Ele comentou ainda que, para que fosse feita uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) convocando eleições diretas, seria preciso que o “presidente Temer tomasse a decisão”. O ex-presidente afirmou também que para ele é mais importante ter “credibilidade” e não “popularidade”. “É difícil para alguém que não tenha voto, na situação em que nós estamos, ter legitimidade para tomar decisões que são necessárias tomar. O vice-presidente da República (Temer) teve o voto, mesmo que as pessoas não tenham muita consciência disso, ele teve o voto, é legitimo que ele esteja lá”, afirmou, em outro momento da entrevista. Para o ex-presidente, há um arranhão institucional no país, com “o Judiciário para um lado, o Legislativo de outro, isso é muito complicado”. E, diante de um comentário do jornalista sobre as recentes aprovações de projetos no Congresso e a reação de magistrados e procuradores, ele criticou integrantes do Ministério Público: “Isso é o mais grave. Se aprovarem, eu não brinco mais, aí a crise é grave, aí não pode.”


Serra confirma suspensão da Venezuela do Mercosul

Serra confirma suspensão da Venezuela do Mercosul

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, confirmou nessa sexta-feira (2) a suspensão da Venezuela do Mercosul. Ele disse que o país tinha sido advertido quanto a essa possibilidade. “Já tinha sido anunciado [que a Venezuela seria suspensa do bloco econômico] se não cumprisse certos requisitos, e foi”, ressaltou o ministro, que evitou comentar ou dar detalhes sobre o assunto.Serra participou, nesta sexta-feira, do lançamento da campanha contra a dengue em uma escola na zona oeste de São Paulo.A decisão sobre a Venezuela está relacionada ao vencimento do último prazo acordado em setembro para que Caracas cumprisse suas obrigações de adesão ao Mercosul.Os chanceleres dos países fundadores bloco – Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – elaboraram um comunicado no qual explicam que a Venezuela não cumpriu seus acordos. As informações são da Rádio França Internacional.

Decisão já era esperada 

A suspensão da Venezuela se desenhava desde que os demais sócios bloquearam, em julho passado, o acesso do país à presidência semestral do Mercosul. Em setembro, os quatro países fundadores decidiram ocupar o posto de forma colegiada e intimaram o governo do presidente Nicolás Maduro a adotar até 1º de dezembro todos os compromissos de adesão. Entre eles, a livre circulação de mercadorias entre os países do Mercosul e a cláusula democrática.Na última terça-feira (29), a Venezuela se declarou disposta a aderir a um dos acordos comerciais pendentes – aquele relacionado às tarifas comuns e à livre circulação de bens. “Finalizadas as revisões técnicas, a Venezuela se encontra em condições de aderir ao Acordo de Complementação Econômica”, afirmou a ministra das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, em uma carta dirigida aos governos da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

Acidente na Colômbia

Serra disse ainda que o Brasil está acompanhando as investigações do acidente aéreo que matou delegação da Chapecoense e jornalistas que viajavam a Medellín para a final da Copa Sul-Americana. “É muito importante para evitar que no futuro tragédias como essa se repitam”, ressaltou. De acordo com o ministro, o governo brasileiro está fazendo todos os esforços necessários para prestar atendimento aos quatro brasileiros sobreviventes do desastre. “Mandamos para lá de tudo, inclusive Força Aérea. Mas a verdade é que os colombianos estão preparadíssimos para isso. A gente fez mais foi acompanhar, providenciar todas as condições de transporte e acompanhamento daqueles que ficaram hospitalizados”, acrescentou.Para o chanceler, a solidariedade do povo colombiano, que inclusive homenageou as vítimas em uma cerimônia no estádio do Atlético Nacional, em Medellín, na noite em que o time deveria enfrentar a Chapecoense, aproximou os dois países. “Realmente nos aproximamos muito da Colômbia. Já éramos países amigos, mas agora vamos ser muito mais. Foram muito humanos, muito generosos”, finalizou.


Avião com equipe da Chapecoense sofre acidente na Colômbia

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29), informam autoridades colombianas. O prefeito de La Ceja, Frederico Gutierrez, disse que o acidente matou ao menos 25 pessoas, segundo a AFP. Há sobreviventes. O avião da LaMia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes.

Não há, por enquanto, identificação das vítimas fatais. Entre os sobreviventes há jogadores.

Segundo a imprensa local, a aeronave com o time catarinense perdeu contato com a torre de controle às 22h15 (local, 1h15 de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín.

Os jogadores da equipe de Santa Catarina são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.

Avião da Chapecoense saiu de São Paulo ontem à noite (Foto: Reprodução/TV Globo)
Avião da Chapecoense saiu de São Paulo ontem à noite (Foto: Reprodução/TV Globo)

As primeiras informações são que de seis pessoas foram resgatadas e levadas a hospitais na região. O prefeito falou posteriormente em cinco resgatados. Dentre esses sobreviventes estão o lateral Alan Ruschel, que chegou a unidade de saúde consciente, mas em choque, e os goleiros Danilo e Follmann. Um jornalista também foi resgatado com vida. O Corpo de Bombeiros local, por sua vez, falou em 10 pessoas resgatadas.

O Comitê de Operação de Emergência (COE) e a gerência do aeroporto informaram que a aeronave se declarou em emergência por falha técnica às 22h (local) entre Ceja e Lá Unión. Anteriormente, a imprensa colombiana informou possível falta de combustível como causa do acidente. Mas a mídia local informou que o piloto despejou combustível após perceber que o avião iria cair.

  • Alan Ruschel, lateral da Chapecoense (Foto: Paulo Whitaker / Reuters)
Alan Ruschel, lateral da Chapecoense, foi resgatado em estado de choque (Foto: Paulo Whitaker / Reuters)

Segundo a rede de “TV Caracol”, a aeronave sobrevoava as cidades de La Ceja e Abejorral quando sumiu do radar.

Uma operação de emergência foi ativada para atender ao acidente. A Força Aérea Colombiana dispôs helicópteros para ajudar em trabalhos de resgate, mas missões de voos foram abortadas nesta madrugada por causa das condições climáticas. Choveu muito na região na noite de segunda, o que reduziu muito a visibilidade.

Equipes chegaram ao local do acidente por terra, mas o acesso à região montanhosa é difícil e a remoção é lenta.

De acordo com a imprensa colombiana, há feridos no local e não há relatos sobre mortos.

Ambulância chega a hospital na Colômbia  (Foto: Reprodução/TV Globo)
Ambulância chega a hospital na Colômbia (Foto: Reprodução/TV Globo)

O time da Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite de segunda (28), para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na quarta (30). Inicialmente, a delegação embarcou em um voo comercial de São Paulo até a Bolívia. Lá, o grupo pegou um voo da LaMia.

Em comunicado, o clube de Santa Catarina informou que espera pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana sobre o acidente.

Em seu perfil no Twitter, o Atlético Nacional lamentou o acidente e prestou solidariendade a Chapecoense: “Nacional lamenta profundamente e se solidariza com @chapecoensereal por acidente ocorrido e espera informação das autoridades”.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já informou que cancelou a primeiro jogo da decisão, marcado para esta quarta.

Movimentação é intensa nos hospitais, à espera de feridos no acidente da Colômbia (Foto: Reprodução/TV Globo)
Movimentação é intensa nos hospitais, à espera de feridos no acidente da Colômbia (Foto: Reprodução/TV Globo)

A LaMia (Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación) é uma companhia de aviação que foi inicialmente constituída na Venezuela no ano de 2009 e depois mudou sua sede para a Bolívia (Santa Cruz de la Sierra). A empresa vem sendo desenvolvida para voos não regulares (charter), com o objetivo de permitir o desenvolvimento de atividades no país e no exterior, com aeronaves de grande porte – de passageiros e de carga.vv