Em jogo movimentado, Vitória fica no empate com o Fluminense, mas volta ao Z-4

O Vitória está de volta para a zona de rebaixamento. Em duelo disputado neste domingo (10), no Barradão, o time Rubro-negro chegou a sair na frente, mas ficou no empate em 2 a 2 com o Fluminense. O próximo duelo do Vitória é contra o São Paulo, domingo (17), às 16h, novamente no Barradão, válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.
FICHA TÉCNICA
Vitória x Fluminense
Campeonato Brasileiro – 23ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 10/09/2017
Horário: 16h
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MS)
Assistentes adicionais: Marcos Mateus Pereira (MS) e Rafael Odílio Ramos dos Santos (MT)
Cartões amarelos: Lucas e Renato Cahves (Fluminense)
Cartão vermelho: Robinho (Fluminense)
Gols: Neilton e Kanu (Vitória); Wendel e Henrique Dourado (Fluminense)
Vitória: Fernando Miguel; Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho (Thallyson); Fillipe Soutto, Uillian Correia e Patric; Neilton, David (Kieza) e Santiago Tréllez (Júnior Todinho). Técnico: Vagner Mancini. //Fluminense: Júlio César, Lucas, Renato Chaves, Henrique (Nogueira) e Marlon; Jefferson Orejuela, Douglas (Robinho), Wendel e Gustavo Scarpa (Sornoza); Wellington Silva e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Torcedor do Vitória é baleado e 7 membros da Bamor são detidos

Crime aconteceu após jogo no Barradão; presidente da Bamor está entre conduzidos

Um torcedor do Vitória foi baleado no braço na Avenida Gal Costa na noite deste domingo (10) depois do jogo entre o Leão e o Fluminense, no Barradão. Sete membros da torcida organizada Bamor foram levados ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) após o crime, incluindo o presidente Luciano Venâncio. A suspeita é de que o grupo esteja envolvido no ataque ao torcedor rubro-negro e todos podem responder por tentativa de homicídios.

Guarnições do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) chegaran ao local minutos depois dos disparos e socorreram o ferido.

Depois, com informações de que os suspeitos pelo tiro fariam parte da Bamor, uma equipe foi até a sede da organizada, nos Barris. Lá, foi apreendido um revólver calibre 38 que pode ter sido usado o crime.

“Nos dias de jogos sempre nos preocupamos e alertamos as equipes para as avenidas no entorno das arenas. Logo que o fato chegou ao nosso conhecimento demos início às buscas”, explica o comandante do Bepe, tenente-coronel Saulo Roberto da Costa Santos.

O nome do torcedor ferido e seu estado de saúde não foram divulgados. Ele foi levado para uma unidade de saúde da capital.

O jogo entre Vitória e Fluminense terminou empatado em 2 a 2.

Reunião
Ontem, Luciano e outros membros da Bamor e do Imbatíveis, torcida organizada do Vitória, estiveram em um curso da Polícia Militar, parte do projeto Legal’. Pioneiro no país, o projeto pretende fazer encontros quinzenais com os integrantes de todas as torcidas organizadas da Bahia. A iniciativa é do Batalhão Especializado de Policiamento de Eventos (Bepe), da Polícia Militar.

Um dos motivos que levaram à criação do projeto foi a ocorrência de violência em jogos de futebol na capital. Em 2012, quando o Bepe foi criado, tinham sido identificados 120 casos; no ano seguinte, houve um decréscimo de 49% e em 2014 também houve redução – 33 ocorrências. Por outro lado, em 2015 e 2016, comparado aos dados de 2014, os registros cresceram. Segundo o capitão da Polícia Militar Anderson Ubiratan, o objetivo é que esses registros de violência não aumentem. “Já cresceram um pouco, mas vamos parar por aí. Vamos voltar a decair”, promete.

Torcedores organizados participaram de curso da PM (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Segundo o capitão, a expectativa é que, em dois anos, o programa capacite em torno de 6 mil torcedores organizados – a cada quinzena é esperado que entre 40 e 120 torcedores participem do projeto. “Nos encontros, eles vão aprender coisas que servirão para eles como cidadãos, o que vai desde noções de direito penal a gerenciamento de crises em eventos, qual comportamento deve ser adotado”, diz o capitão. Além disso, os torcedores também conhecerão os planejamentos de segurança da Polícia Militar em dias de jogo e terão a oportunidade de ouvir o ponto de vista dos seguranças dos próprios clubes.

Em 2013, Luciano Venâncio, presidente da torcida organizada Bamor, teve o hotel onde estava invadido. À época, ele tinha ido assistir à Copa Sul-Americana na capital paulista, onde o Bahia jogou contra o São Paulo. “Além de ser por motivo de torcida, era também por sermos nordestinos”, explicou. Hoje, ele leva o incidente como aprendizado e foi um dos que dedicaram a manhã para a capacitação. “A iniciativa é muito importante para o torcedor conhecer os seus direitos e deveres”. A pretensão de Luciano é convidar aqueles que se envolveram em atos de violência para serem “reeducados” pelo ‘Torcida Legal’.


Amanda bate peso e confirma luta com Valentina no UFC 215

Campeã peso-galo fará luta principal do UFC 215, em Edmonton, no Canadá

Foto: Reprodução/MMA MAD
Foto: Reprodução/MMA MAD

 

A campeã peso-galo do UFC, Amanda Nunes, cravou 61,2 kg na pesagem para a luta contra Valentina Shevchenko, que acontece neste sábado (9) em Edmonton, no Canadá.

As duas vão protagonizar a luta principal da noite após o cancelamento do combate entre Demetrious Johnson e Ray Borg

A “Leoa” chegou sorridente para a pesagem e com um dilatador nasal.


Famílias das vítimas do acidente da Chapecoense se unem na luta por direitos

Famílias das vítimas do acidente da Chapecoense se unem na luta por direitos

A batalha das famílias das vítimas do acidente aéreo da Chapecoense, em novembro do ano passado, ganhou um novo capítulo cerca de nove meses depois da tragédia. O clube e as duas associações de parentes dos falecidos no desastre superaram nos últimos dias um clima de animosidade para selarem a paz e o compromisso de trabalhar em conjunto.  A Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense (Afav-C) tem como objetivo lutar pela resolução de problemas burocráticos e jurídicos, enquanto que a Associação Brasileira da Vítimas do Acidente com a Chapecoense (Abravic) tenta por meio de doações da iniciativa privada prestar auxílio aos parentes, como o pagamento de mensalidades escolares e consultas médicas. Cada uma delas tem cerca de 30 associados, porém trabalham para conseguiram se expandir e contemplarem as 64 vítimas fatais brasileiras do total de 71 mortos. A batalha atual da força tarefa é de conseguir informações sobre a documentação do seguro firmado entre a companhia aérea boliviana LaMia e o clube. Os advogados ainda tentam ter acesso à apólice firmada na contratação do serviço. “Ainda não tivemos nenhuma informação, até porque dependemos do trabalho de outros países. Algumas famílias estão há nove meses sem renda”, disse a vice-presidente da Afav-C, Mara Regina Paiva, viúva do comentarista e ex-jogador Mário Sérgio, que trabalhava no canal Fox Sports.

A associação foi criada há cerca de um mes e meio e tem como presidente Fabiane Belle, viúva do fisiologista Cesinha, integrante da comissão técnica fixa de Caio Junior.  A aeronave que transportava a Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, em Medellín, caiu nos arredores do aeroporto. A investigação tem sido liderada pelos governos da Colômbia e também da Bolívia, país sede da companhia aérea e de onde saiu o voo.  A diretoria do clube se reuniu com representantes das duas associações na última semana, em Chapecó (SC). Segundo a diretoria de comunicação da Chapecoense, o encontro de cerca de três horas marcou um clima de reaproximação e convergência nas demandas, com a diminuição de um litígio e uma distância existentes pelas pendências criadas pelo acidente.

Apesar do tom de união, também houve momentos de cobranças e exigências, com questionamentos sobre as excursões da equipe para o exterior como para a Espanha. Nesta semana, o elenco está na Itália, onde se encontrou no Vaticano com o papa Francisco e faz nesta sexta-feira um amistoso contra a Roma.  As associações também consideraram a ocasião positiva, embora avaliem que ainda há muito a ser feito. “Vivemos agora um momento de diálogo. Esse é talvez o maior avanço. Vislumbramos a possibilidade de não mais trabalhar separadas, mas sim em conjunto”, disse Mara Regina Paiva. Criada ainda no ano passado, a Abravic tem intensificado a procura por doadores na iniciativa privada para ajudar os familiares das vítimas. O ex-goleiro Jackson Follmann, sobrevivente do acidente, é o diretor da Abravic.

A associação tem contribuído principalmente com o pagamento de até R$ 600 para bancar a mensalidade escolares de crianças que perderam os pais no tragédia e parcerias para consultas gratuitas com psiquiatras para atendimento as familiares que têm alguma necessidade. “Nosso foco principal é assistência social, prestar ajudar às vítimas e famílias. Várias delas têm poucas condições financeiras e têm passado por dificuldades psicológicas e emocionais. Queremos oferecer condições básicas”, disse o presidente da entidade, o advogado Gabriel Andrade.  Futuramente a Abravic espera ter um novo projeto para convocar pessoas a “adotarem” e bancarem parentes de vítimas do acidente da Chapecoense. Outra ideia é organizar um jogo beneficente no fim do ano com a renda revertida para os associados.


Seleção de Valença perde em casa para a seleção de Camamu na 5ª rodada do campeonato intermunicipal 2017.

Jogando dentro de seus domínios a seleção de Valença  , sob o comando do treinador João Charles perdeu para a seleção de Camamu pelo placar de 1 X 0 gol marcado após uma bola lançada na área e EDI  aos 23 minutos do segundo tempo fez tremer as arquibancadas do sereião  e a alegria da torcida camamuense  .  Mais uma vez o futebol apresentado pela seleção de Valença decepcionou a torcida que foi ao sereião e que sentiu falta do futebol arte e envolvente, das jogadas criadas e rápidas pelas laterais a falta às criações das jogadas de ataque levou a seleção azulina a mais uma derrota vendo assim ameaçada a sua classificação para a próxima fase da competição, na próxima semana a seleção de Valença vai a Nazaré enfrentar a seleção local na busca da classificação. Cerca de 690 pagantes prestigiaram o espetáculo que teve uma renda de 5.510.00. Com o resultado Valença ocupa a terceira posição no grupo 9

.

www.Reporterurgente.com


Intermunicipal 2017: Evanildo Araujo de jesus apita Valença x Camamu

A disputa pelas vagas na 2ª fase do Intermunicipal 2017 está cada vez mais acirrada. No próximo domingo (3), mais Seleções terão chance de carimbar a classificação antecipada.

O total de 31 partidas será realizado pela competição. Todos os jogos serão válidos pela 5ª e penúltima rodada da 1ª fase.

As partidas serão iniciadas às 15h. Uma delas, o confronto entre Ibirapitanga e Ubaitaba, terá transmissão ao vivo da TVE.

Nesta quinta-feira (31), a Federação Bahiana de Futebol divulgou a escala de arbitragem para os duelos. O Presidente da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia (CEAF/BA), Vidal Cordeiro, solicita aos Srs. árbitros escalados que, ao tomarem conhecimento das suas escalas, imediatamente comuniquem-se com a FBF, através do telefone (71) 3321-0448 e/ou e-mail ([email protected]) para confirmar presença.

Confira abaixo a escala:

Escala 5ª rodada


Valença fica no empate com a seleção de Ituberá .

A Seleção de Ituberá empata em casa em 1×1 diante da Seleção de Valença , na terceira rodada da competição do futebol amador do Brasil, o Campeonato Intermunicipal.2017

Em jogo bastante disputado na tarde deste domingo (27), no Estádio Barachísio Lisboa, o placar só foi aberto ainda no primeiro  tempo pela seleção de Ituberá . Os donos da casa abriram o placar aos 6 minutos do primeiro tempo . Valença empatou aos 32 do segundo tempo . Fim de jogo 1×1.

O Grupo 9, conta ainda com Valença ,Nazaré.Camamu e Ituberá  .

Na edição de 2017, o Intermunicipal conta com 64 Seleções participantes, divididas em 16 grupos regionalizados, todos de quatro Seleções cada. Na primeira fase, as Seleções jogarão entre si em jogos de ida e volta dentro dos respectivos grupos. Classificam para a segunda fase as três primeiras colocadas de cada grupo. O campeonato será encerrado no dia 10 de dezembro, com a grande decisão.


Show de prêmios promete abrilhantar a partida entre seleção de Valença X Seleção de Camamu .

A Seleção de Valença decide a primeira colocação do grupo 9 do Intermunicipal 2017 no próximo domingo dia 03 diante da seleção de Camamu no Estádio Antônio Sereia com transmissão da Radio Rio una FM , com a equipe de esporte emoção total a partir das 14:30h.

Para atrair os torcedores, a diretoria estará realizando um Show de Prêmios.

Entre os brindes estão: gril, ventilador, camisas de clubes, camisa da seleção de Valença, pizza, além de uma linda bicicleta .

Compre seu ingresso antecipado na sede da Liga Valenciana de Futebol, no Supermercado 2 Irmãos, Churrasquinho do Checa e Hort Frut do Lázaro no Bairro da Bolívia, além da Barraca do Menor, Bar do Pepino e na Portomar. O valor do ingresso custa R$ 10,00.

Torcedor incentive a nossa seleção.


Bruno Aguiar mostra marcas de agressão sofrida após invasão do CT do Goiás

Bruno Aguiar mostra marcas de agressão sofrida após invasão do CT do Goiás

O zagueiro do Goiás, Bruno Aguiar, mostrou as consequências da agressão que sofreu no último sábado (26), quando torcedores de uma torcida organizada esmeraldina invadiram o CT do clube e, além de o agredirem, danificaram o carro e depredaram parte do centro de treinamento do clube. A invasão dos agressores, cerca de 50, aconteceu quando nenhum jogador estava no CT, somente Bruno Aguiar, que estava fazendo um trabalho de fisioterapia. Após as agressões, ele teve que ir ao hospital para receber pontos na boca. O Goiás vive má fase na Série B. Nesta semana, Sérgio Rassi anunciou renúncia do cargo presidencial e, depois disso, o clube anunciou a demissão do técnico Argel Fucks. Na tabela da competição, o Esmeraldino é o 16º colocado, apenas um ponto à frente da zona de rebaixamento, encabeçada pelo Figueirense, com 24 pontos.