Defensor deixou a Toca do Leão por 3 milhões de euros, cerca de R$ 12,7 milhões

Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Iago Maia 
[email protected]

Negociado com o Hoffenheim, da Alemanha, o zagueiro Lucas Ribeiro se despediu no início da tarde desta terça-feira (19) do Vitória. Através do seu perfil oficial no Instagram, o defensor de 20 anos agradeceu o carinho dos funcionários e ex-companheiros e expôs seu carinho pelo clube.

“Cheguei no clube com 16 anos, e em pouco mais de três anos pude evoluir como profissional e como pessoa, graças ao carinho, suporte e auxílio que o clube sempre me deu. Me despeço com um aperto no coração, foi o clube que me abriu as portas, me projetou no futebol, e que nunca virou as costas pra mim, sempre me dando oportunidade, ajudando a mim, a minha família. Saio de cabeça erguida, feliz com o carinho dos torcedores, com o apoio que me deram ao longo desses anos”. E completou. “Obrigado a todos que conviveram e viveram comigo esses anos aqui, todos os funcionários, todas as comissões técnicas que eu pude trabalhar, meus companheiros”, disse.

Lucas Ribeiro deixou a Toca do Leão por 3 milhões de euros, cerca de R$ 12,7 milhões. Os dados foram informados pelo site Transfermarkt, especializado em dados sobre futebol.


Trinta anos do bicampeonato Brasileiro do Bahia: Lembranças, reconhecimento e futuro

Há trinta anos, mais precisamente no dia 19 de fevereiro de 1989, o estado parou para comemorar o título brasileiro conquistado pelo Bahia, ao assegurar o empate contra o Internacional por 0 a 0 no Beira Rio, após vencer, de virada, o primeiro jogo por 2 a 1 na Fonte Nova. Sob o comando de Evaristo de Macedo e do craque Bobô, o grupo conquistou o segundo troféu nacional do clube, que anteriormente havia vencido a Taça Brasil de 1959 sob o Santos, do astro Pelé.

Além de colocar o Tricolor sob os holofotes da mídia nacional, a conquista mostrou, sim, que era possível um time do Nordeste vencer o Campeonato Brasileiro, feito que não se repete desde então. À época, o grupo driblou a falta de estrutura e os baixos salários atrasados com bom futebol.

“Não tínhamos nem sequer treinador de goleiros. Ganhamos pela garra, pela torcida, pela direção do clube. Ganhamos o título com dois meses de salário atrasado, vivíamos do bicho que era pago. Tinha até calculadora no banco de reservas. E o bicho era pago no vestiário. Hoje temos um grupo de Whatsapp, em que a gente se fala. São memórias boas que hoje estão na história do clube”, revelou Bobô, em entrevista concedida ao Bar F.C, em 2017.

Foto: reprodução/ Erik Salles

O ex-atacante Charles, integrante do elenco que assumiu o lugar do então titular Renato, concordou com o ex-meio-campista e afirmou que a ambição foi outro fator fundamental para a conquista. “Tinha muitos jogadores oriundos da base, jogadores da Bahia e jogadores que sabiam a história do clube. Todos tinham ambição de ganhar reconhecimento nacionalmente pela conquista, sendo valorizados em todos os sentidos… Então, passa muito por esse perfil do grupo, onde todos tinham o mesmo objetivo. Todos queriam vencer na vida”, falou ao Varela Notícias.

Quem também reiterou a ambição dos atletas jogadores foi o ex-zagueiro João Marcelo, que também contou um fato inusitado. Na infância, ele colocou fogo acidentalmente na casa que morou e viu o futebol como uma forma de proporcionar tudo aquilo que seus pais perderam. “A gente ganhava muito pouco e ali era nossa possibilidade de mudar de vida. Eu, quando tinha sete anos, toquei fogo na casa de minha mãe. Estava chovendo e fui jogar bola na rua. Subi no guarda-roupa e toquei fogo na casa. Depois dessa tragédia, botei na cabeça que seria jogador de futebol e daria uma casa pra minha mãe”, comentou.

A campanha do Bahia inicialmente foi inconstante e com muitos empates. No entanto, foi o suficiente para garantir uma das vagas nas quartas de final da competição. A partir daí, o Tricolor cresceu e derrubou, na sequência, o Sport, com dois empates, Fluminense e Internacional.

Além da elegância sútil e dos gols decisivos de Bobô, das arrancadas de Zé Carlos, das defesas de Ronaldo e da qualidade técnica de Paulo Rodrigues, a arrancada final se deu graças ao trabalho realizado pelo técnico Evaristo de Macedo, ao menos foi o que relatou o João Marcelo.

“Esse título vinha sendo montado em 1985, 1986 e 1987. E ‘seo’ Evaristo organizou esse time, trouxe novo métodos de treinamento da época que foi jogador de futebol e treinador no mundo árabe. Esse foi um dos fatores que nos deu personalidade para jogar o Campeonato Brasileiro e entender que o Bahia era um time grande e que era igual aos principais clubes do país”, afirmou.

Reconhecimento 

“59 é nosso, 88 também”. Ecoada pelas arquibancadas da Arena Fonte Nova, a música é uma clara referência aos títulos do Campeonato Brasileiro conquistados pelo Bahia em 1959 e 1988. No entanto, apesar da cancão, o grupo achou durante muito tempo que era pouco valorizado tanto pela torcida e dirigentes quanto pela imprensa regional.

Foto: Felipe Oliveira

“O pessoa de 59 morreu sem reconhecimento e nós, jogadores de 1988, estávamos indo para o mesmo caminho, porque nunca houve uma comemoração do título com a mesma força que torcida canta nas arquibancadas. Nós percebemos que estávamos indo para o mesmo caminho, sem o reconhecimento que merecíamos pela grandeza desse título”, revelou João Marcelo.

O medo do esquecimento e a utilização de forma indevida da imagens dos ex-atletas resultou na criação da Associação dos Campeões Brasileiro de 88 (ACB-88). Essa aliança recuperou a autoestima dos ex-jogadores e contribuiu para a série de homenagens e eventos promovidos que relembraram a importância dessa conquista.

Foto: divulgação/ Felipe Oliveira

Hoje, a ACB-88 é parceira da atual gestão do Esporte Clube Bahia. E foi através dessa união que surgiram os  eventos do último final de semana que relembraram a conquista nacional. Segundo Lenin Franco, gerente de negócios do clube, a série de cerimônias é apenas o pontapé inicial do projeto montado pela diretoria tricolor para valorização da história da instituição.

“É um marco inicial para o projeto de resgate e valorização da história do clube”. E completou. “Ano que vem teremos uma ação especial em relação ao título de 1959. Obviamente a gente não consegue fazer com os jogadores porque estão quase todos falecidos”, informou.

Seca de títulos nacionais 

 

Foto: reprodução/ Felipe Oliveira

Após a conquista de 1988, o Bahia até fez bonito em outra oportunidade no Campeonato Brasileiro, mas não impôs sua força e ficou pelo caminho. No Brasileirão de 1990, o Tricolor fez campanhas regulares duas primeiras fases e bateu o Bragantino nas quartas de final. Entretanto, caiu na semifinal diante do Corinthians, após perder o jogo em casa e ficar somente no empate em São Paulo.

Trinta anos depois fica a pergunta: “um time nordestino pode vencer novamente o Brasileirão?”. Para João Marcelo, a resposta é sim. Ele avaliou que a estrutura e organização do clube neste momento permite sonhos maiores.

“O Bahia não aproveitou esse título como deveria e viveu durante muito tempo somente desse título, sem se reestruturar para conquistar a terceira estrela. Passou por uma época que sinceramente… Mas teve que passar por tudo isso pra se organizar. Hoje, o Bahia pode ganhar tudo. É difícil ser campeão? É, mas é possível, até porque tem uma folha salarial alta, com cinco a sete jogadores de time de primeira linha”. “Era difícil também em 1988 também ser campeão, porque os outros times já estavam em nossa frente”, falou João, que ganhava um salário mínimo à época.

Charles Fabian, por sua vez, foi de encontro ao que afirmou o ex-companheiro, mas citou o caso do Leicester, da Inglaterra, como exemplo. De acordo com ele, o atual formato do torneio é prejudicial ao Tricolor.

“Neste moldes de pontos corrido, eu acho muito difícil um time nordestino ganhar esse troféu. Um time com o orçamento do Bahia, comparado com o Palmeiras, Flamengo, etc… Muito difícil de levar, mas nada é impossível no futebol”, afirmou.

Relembre a campanha do Bahia em 1988
29 jogos
13 vitórias
11 empates
5 derrotas
33 gols marcados
23 gols sofridos

Time base

Ronaldo; Tarantini, João Marcelo, Claudir e Paulo Robson; Paulo Rodrigues, Zé Carlos, Bobô e Gil; Charles e Marquinhos
Técnico: Evaristo de Macedo

Quartas de final

29.jan.89 – Sport 1×1 Bahia
1.fev.89 – Bahia 0x0 Sport

Semifinal

9.fev.89 – Fluminense 0x0 Bahia
12.fev.89 – Bahia 2×1 Fluminense

Final

15.fev.89 – Bahia 2×1 Internacional
19.fev.89 – Internacional 0x0 Bahia


Robinson Almeida prega união no Vitória, mas vê Ricardo David com pouca governabilidade

Robinson Almeida prega união no Vitória, mas vê Ricardo David com pouca governabilidade

Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Novo presidente do Conselho Deliberativo do Vitória, o deputado estadual Robinson Almeida (PT) quer um clube unido. Diante disso, ele já conversou com algumas correntes políticas da agremiação, bem como alguns ex-presidentes com o objetivo de tentar diminuir a crise.

 

“Assumi a presidência sem um planejamento prévio. O presidente me comunicou no dia que renunciou. Consultei várias pessoas e resolvi assumir. O clube vive um momento difícil e, todos aqueles que amam o Vitória, precisam dar sua parcela de responsabilidade. Me reuni com as instâncias do clube e conversei com várias lideranças políticas para que todos possam colaborar. O desafio é esse. É uma convergência daqueles que colocam o Vitória acima de tudo. O clube está em uma situação de muita dificuldade e precisa de várias mãos para reerguê-lo. O rebaixamento para a Segunda Divisão, uma perda de receita expressiva e uma dificuldade para retornar à Série A”, disse em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Para Robinson Almeida, o presidente Ricardo David conta com pouco apoio político.  “A governabilidade do conselho diretor é muito pequena. Não tem canais de interlocução dentro do Conselho Deliberativo. É o reflexo do desempenho da gestão. A minha determinação é buscar uma saída para essa crise. O Vitória é maior que tudo isso. Esteve na Série C [em 2005] e cinco anos depois estava em uma final de Copa do Brasil. Temos momentos de grandes desempenhos combinados com momentos de dificuldades”, destacou.

 

Na última terça-feira (18), um grupo de conselheiros pediu a renúncia de Ricardo David. E Robinson Almeida comentou a situação e as alternativas que podem ser feitas, entre elas um afastamento definitivo.

 

“São várias alternativas. A primeira é o término do mandato. Quando as crises se instalam, o que seria natural vira excepcional. A primeira hipótese depende muito do desempenho em campo, o que não tem mostrado nenhum alento de que pode retornar à Série A. Uma outra opção é a antecipação do mandato, com um impeachment que tem que ter um amparo legal. Pode ser objeto de uma judicialização. A consequência para quem assumir depois desse período será muito desafiadora. Uma terceira hipótese é a saída compactuada. Que as partes envolvidas entrem em acordo por uma antecipação da eleição ou um arranjo que novos dirigentes assumam funções no clube. Estou discutindo com essas lideranças as alternativas possíveis para que a gente encontre uma solução”, pontuou.

 

Sem entrar em detalhes, Robinson ainda revelou que teve uma reunião com Ricardo David e o vice-presidente Francisco Salles. “Reuni com os dois na sexta-feira, para tratar de questões institucionais e a situação geral do clube. Estamos com esse momento difícil e estamos preocupados”, concluiu.


Encontro entre desportistas e Secretaria de Esportes do município marca um novo tempo para o esporte na comunidade de Guaibim

 

 

Com o objetivo de atender a um antigo sonho da comunidade desportista em especial aos amantes do futebol de campo, foi realizado na última sexta feira 18/01, na comunidade do Guaibim um encontro entre os representantes de clubes daquela comunidade e representantes do poder executivo e o vereador Romildo dos Santos (Pó da pesca) eleito pelo PPS e representante daquela comunidade na câmara.

O encontro teve início na sede do sindicado dos pescadores e pescadoras técnicas e aquicultores de Valença onde após serem recepcionados pela comunidade desportista local,  o diretor de esportes e lazer do município sr. Ademilton Ferreira na companhia do senhor Raimundo Vieira representante da secretaria de infraestrutura, o administrador do distrito de Guaibim Sr. Robson Santos de Santana e o vereador Pó da pesca caminharam até a praça de esportes do Guaibim (campo de futebol) onde foi realizada uma inspeção para conclusão das reformas iniciadas nesta gestão e um antigo sonho desta comunidade.

Ficou definido no encontro que o campo do Guaibim com suas dimensões oficial logo após a reforma que abrangerá: pinturas do muro, correções no gramado, início da construção de arquibancadas, conclusão dos vestiários e colocação dos portões atendendo à solicitação daquela comunidade ao prefeito Ricardo Moura, será transformado em liga Varzeana de futebol do Guaibim e estará sediando o Primeiro Guaibim Opem de futebol de campo em parceria com a prefeitura municipal de Valença. Tudo isto graças a proposta orçamentaria indicada pelo prefeito e aprovada pela câmara de vereadores de Valença que é de R$220.000.00 para o ano de 2019.

Raimundo Vieira disse que a secretaria de infraestrutura não poupara esforços para que a solicitação do prefeito em atenção ao pedido do vereador pó da pesca seja atendida imediatamente e a juventude desportista possa usufruir de maneira digna daquele espaço esportivo e parabenizou os jovens do Guaibim pelo seu desejo em praticar esporte.                           O ano de 2019 será o ano do esporte no município e tudo isto graças a ação e determinação do prefeito e o compromisso dos vereadores em alocar recursos para aplicar no esporte proporcionando para a comunidade valenciana mais ações esportivas cumprindo assim o que prometeu em seu programa de governo o prefeito Ricardo Moura. Foi o que disse em seu pronunciamento o senhor Ademilton Ferreira que prometeu ainda atrair a visão da mídia esportiva nacional para Valença no mês de abril quando a prefeitura através da diretoria de esportes em parceria com nossos maratonistas, estará realizando. Grandiosa corrida Tiradentes onde nossos atletas estarão defendendo o título dentro de casa.

WWW.Reporterurgente.com.br


Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos

Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos

Foto: Ricardo Bufolin/CBG/Divulgação

A ginasta Jackelyne da Silva, de 17 anos, morreu na última quarta-feira, 16, segundo informações divulgadas pela Confederação Brasileira de Ginástica(CBG), em suas redes sociais. A atleta estava internada, mas o motivo da morte ainda não foi divulgado. Ela fazia parte do time de ginástica artística do Pinheiros e defendeu a seleção brasileira nas categorias juvenis. “Recebemos com tristeza a notícia do falecimento da atleta de ginástica artística do clube do Pinheiros, Jackelyne da Silva. Nos solidarizamos com os familiares, amigos e técnicos. Ficam, agora, as boas recordações da ginasta fazendo o que mais amava”, comunicou a CBG, em uma publicação com um vídeo da atleta em uma competição. A federação paulista de ginástica (FPG) também lamentou a morta de Jackelyne, em suas redes sociais. “A FPG quer expressar aos familiares, amigos e toda a comunidade da ginástica os seus sentimentos pela morte da ginasta Jackelyne da Silva, aos 17 anos. Ela era ginasta do Pinheiros e participava de competições da FPG. O céu ganhou mais uma estrela brilhante”. O Esporte Clube Pinheiros, por meio de suas redes sociais, se solidarizou com a família da ginasta. “Jack, como era conhecida, fazia parte da equipe pinheirense desde 2010. Seu jeito brincalhão e sua alegria contagiavam todos que convivam com a atleta, dentro e fora dos treinamentos. Em quase 9 anos de convivência, ela fez parte de bons momentos da nossa equipe de Ginástica e o Clube acompanhou seu crescimento, como atleta e como pessoa. Solidário à dor de familiares e amigos, o Pinheiros está acompanhando e prestando todo o suporte possível nesse momento de despedida”, declarou o clube. (Veja)


Jogador é flagrado se masturbando ao lado de outro homem no meio da rua

Jogador é flagrado se masturbando ao lado de outro homem no meio da rua

Foto: Divulgação

O atacante norte-irlandês Gavin Whyte, que joga na seleção da Irlanda do Norte e no Oxford United, clube da terceira divisão da Inglaterra, se envolveu em um caso insólito no último fim de semana. Ele foi flagrado se masturbando no meio da rua, em Belfast, ao lado de outro homem. A cena foi registrada em vídeo e as imagens caíram nas redes sociais. De acordo com a imprensa local, as autoridades policiais estão investigando o ocorrido. Nas imagens, a dupla aparenta embriaguez. O caso teria acontecido após a cerimônia do prêmio George Best Breakthrough Award , entregue pelo Belfast Telegraph Sports Awards.

O jogador comentou o ocorrido e se mostrou arrependido.

“Foi um momento de estupidez, do qual me arrependo muito e com o qual tenho que tentar aprender. Só posso me desculpar com qualquer um que eu tenha ofendido e com o meu comportamento. Estou envergonhado mas tudo que posso fazer é tentar seguir em frente, me concentrar no meu futebol e garantir que nada como isso aconteça novamente”, concluiu.

(Noticias ao Minuto)


Peneira esportiva realizada pelas equipes do Goiás e Linense, em Valença, foi um sucesso.

Peneira esportiva realizada pelas equipes do Goiás e Linense, em Valença, foi um sucesso.

    Cerca de 100 jovens na faixa entre 10 e 19 anos participaram na manhã deste sábado (12), no Estádio Antônio Sereia de uma “peneira” promovida pelas equipes do Goiás e Linense, agremiações de futebol dos estados de Goiás e São Paulo, respectivamente, contou com a parceria da Escolinha do professor Nier e apoio da Prefeitura de Valença, através da Secretaria de Esportes do município.

O incentivo aos jovens, que sonham em ser grandes “craques” de futebol e aproveitar uma oportunidade de atuar em equipes profissional, partiu do incentivo de amigos e familiares que compareceram ao Estádio Antonio Sereia .

O incentivo ao esporte tem se constituído uma das metas do prefeito Ricardo Moura que apoia as iniciativas da Secretaria.

Para Fernando Sanches e Douglas Cruz, coordenadores do programa, o município de Valença é uma das referências esportivas no Brasil quando o assunto é esporte, e em especial, o futebol de campo. “O que foi apresentado no Estádio Antônio Sereia revelou um grande número de jovens com potencial para a prática do futebol, algo difícil de encontrar com frequência em outras cidades. Quero parabenizar o professor Nier pelo belíssimo trabalho realizado através da escolinha de futebol”, disse Douglas Cruz.

O professor Nier agradeceu a confiança de Fernando Sanches e sua equipe no trabalho que ele já desenvolve aqui no município, parabenizou os atletas que foram destaques entre eles o garoto Dudu de 12 anos de idade, Robson, 16 anos e Israel de 17 anos. Parabenizou também a Prefeitura de Valença através do diretor de esportes do município, Ademilton Ferreira e o secretário de administração Sinésio Cabral, que não tem poupado esforços para apoiar o esporte de modo geral no município.

O diretor Ademilton Ferreira parabenizou os 30 atletas selecionados e afirmou que estará sempre buscando apoio e incentivando o esporte de Valença em todas as modalidades pois este é uma determinação do prefeito e apesar das grandes dificuldades enfrentadas ele tem buscado cumprir a risca .

Para garantir este incentivo o prefeito Ricardo Moura colocou e a Câmara de Vereadores aprovou o orçamento de R$ 220 mil para ser aplicado no esporte no ano de 2019, uma ação jamais vista nas gestões anteriores. “Este ano será o ano do esporte em nosso município”, finalizou Ademilton.

www.reporterurgente.com.br

    


Diretor do Vitória é demitido na véspera da Copa do Nordeste

Diretor do Vitória é demitido na véspera da Copa do Nordeste

Foto: E.C.Vitória

Jorge Macedo, diretor do Vitória, foi demitido na véspera do primeiro jogo do time na Copa do Nordeste. O anúncio foi feito na noite desta segunda-feira (14/1) pelo clube no perfil no Twitter. De acordo com o comunicado, o motivo para a demissão seria “reorganização orçamentária”. O time também desejou sucesso na carreira do ex-diretor e agradeceu pelos serviços prestados. Jorge estava na direção do time desde junho de 2018. O time enfrentará o alagoano CSA nesta terça-feira (15/1), às 21h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió, na primeira rodada de partidas do Nordestão. (Aratu online)

VEJA O COMUNICADO DO TIME:

EC Vitória

@ECVitoria

Por causa de uma reorganização orçamentária, o Vitória comunica que Jorge Macedo não é mais Diretor de Futebol do Clube.

O Esporte Clube Vitória agradece ao profissional pelos serviços prestados e deseja sucesso em sua carreira.


Secretaria de esportes oferece aulas de voleibol gratuitamente em Valença.

 

Mesmo em meio as grandes dificuldades enfrentadas pela Prefeitura Municipal de Valença na área financeira o esporte em Valença não para e após a implantação do programa esporte na comunidade, programa este que atende 120 crianças e adolescentes que residem no loteamento pór do sol e área periférica do bairro da graça agora é a vez do bairro do tento e localidades vizinhas.

No próximo dia 07/01 a secretaria de esportes abrirá inscrições para crianças apartir dos 09 anos, adolescentes, jovens e adultos de ambos os sexos participarem das aulas de voleibol que serão realizadas no ginásio de esportes e ministradas pela ex. atleta da seleção brasileira de vôlei Leticia Pessoa, as inscrições são gratuitas e as aulas contam com o apoio da iniciativa privada e desportistas local.

Em entrevista a nossa equipe o diretor de esportes do município s.r. Ademilton Ferreira falou das grandes dificuldades enfrentadas no ano de 2018 entre elas a falta de receita para gerir o esporte, pois criada recentemente a secretaria ainda não tinha dotação orçamentaria e contou muito com o apoio do prefeito Ricardo Moura em algumas realizações em outras teve que realizar com recursos próprios e espera que em 2019 o senário possa ser diferente, pois a câmara aprovou um orçamento de 220.000.00 não é o suficiente mais já e um grande incentivo.

 

www.Reporterurgente.com.br

 

 


Copa do Nordeste será transmitida na Fox Sports em 2019

Copa do Nordeste será transmitida na Fox Sports em 2019

Foto : Divulgação

A Copa do Nordeste de 2019 terá exibição na grade da TV fechada garantida pela Fox Sports. A informação foi divulgada pelo jornalista Cassio Zirpoli. Com isso, a competição vai se manter na grade, mesmo após o fim da transmissão pelo Esporte Interativo. A Fox Sports transmitirá um jogo por rodada da competição, garantindo assim que o Nordestão mantenha seu alcance nacional. O acerto é válido até 2021. De acordo com a publicação, inicialmente, a Copa do Nordeste distribuiria R$ 26,4 milhões aos 20 clubes, sendo 16 na fase principal. Com o acerto da emissora, além da maior visibilidade, os clubes receberão uma quantia ainda maior por participação no torneio. Na TV aberta, a competição será exibida pelo SBT.  (Metro 1