A carta emocionante de Michelle Obama para seu “eu” do passado

A carta emocionante de Michelle Obama para seu “eu” do passado

‘Minha História’, o livro de ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama é a obra mais vendida de 2018. Desde seu lançamento, Michelle vem publicando detalhes de sua vida pessoal em suas redes sociais. Convidada a participar da série Notes to Self, da CBS, ela deu ainda mais detalhes sobre sua vida na juventude, principalmente sobre quando ingressa na Universidade de Princeton, aos 18 anos. Para o programa, ela escreveu uma emocionante carta para si mesma, destinada a uma Michelle do passado. Confira:

Cara Miche

Lá está você, com sua jaqueta jeans e tranças, bem longe daquele pequeno apartamento no lado sul de Chicago. Você está em uma das melhores universidades do mundo. Você está sorrindo, e você deveria estar, você trabalhou duro para isso. Mas mesmo agora, depois que você atingiu seu objetivo, você ainda não tem certeza se pertence e não consegue parar de se perguntar: “Eu sou boa o suficiente?”. Não há muitas crianças aqui que se parecem com você. Alguns chegaram no campus em limusines. Um de seus colegas de classe é um astro de cinema de boa-fé, há rumores de que outro é uma princesa na vida real. Enquanto isso, você foi deixada pelo seu pai no Sedan da família. 

Daqui a alguns anos, você aprenderá que seus pais tiveram que tirar novos cartões de crédito para pagar suas mensalidades. Mas Michelle, o que você vai perceber um dia é que você só está vendo o que lhe falta e não tudo que sua história lhe deu. 

Você cresceu cercado de alma e jazz e um amor profundo e ancorado. Seus pais ensinaram você a manter sua palavra e a tratar as pessoas com respeito. Eles encorajaram você a desenvolver sua própria voz e usá-la. Essas lições são mais valiosas do que qualquer coisa material. Eles virão a calhar no futuro, em cenários que não vou estragar para você agora.

A lição final do seu pai virá cedo demais. Ele te ensinará que a vida é passageira. Então ria com ele até o seu rosto doer. Saboreie o aperto de seus abraços, a suavidade em seus olhos. Um dia virá quando essas memórias são tudo que você terá. Sua ausência vai bater em você como uma rocha. Isso fará você repensar tudo sobre você e seu futuro. Mas não se preocupe, você não terá que passar por nada disso sozinha.

Você abrirá seu coração para alguém cuja criação não era nada e tudo como a sua, tudo ao mesmo tempo. Ele é guiado por um conjunto esperançoso de ideais. Ele é gentil e absolutamente brilhante. E ele é muito bonito também. Eu pensei que você iria gostar disso.

Sua certeza sobre o seu caminho vai parecer um desafio. Você aprenderá como mesmo os melhores relacionamentos funcionam, mas tudo bem, isso é normal e é o que dá força à sua parceria.

Juntos, vocês serão abençoados com duas menininhas perfeitas que te encherão de tanta alegria, que você mal poderá processar. No entanto, você ainda vai lutar para encontrar um equilíbrio entre sua família, a carreira em ascensão de seu marido e seu próprio senso de identidade. Seja paciente. Você vai chegar lá. E quando você pensa que fez isso, os quatro serão atirados de um canhão para o desconhecido. 

Tudo pelo que você lutou tanto – estabilidade, equilíbrio, confiança – vai parecer que está em risco. Você será atacada por pessoas que nunca conheceram você e não se importam. Eles vão tentar prejudicá-la para seu próprio benefício. Não se incline ao nível deles, não importa o quão gratificante possa parecer no momento. Mantenha firme os valores que seus pais lhe ensinaram.

Sua família fará história, quebrando barreiras e preenchendo um quadro mais completo da história americana. Você encontrará dois papas e a rainha da Inglaterra. As pessoas vão lotar estádios para ouvir você falar.

Será fácil pensar que você é algo especial. Basta lembrar que existem milhões de pessoas que cresceram como você e não recebem esse tipo de foco. Reflita a luz de volta sobre eles.

Há tantas pessoas lá fora como você, Miche. Garotas negras e minorias de todos os tipos, crianças da classe trabalhadora das grandes cidades e pequenas cidades, pessoas que duvidam de si mesmas, que não têm certeza se pertencem ou não, mas têm muito a oferecer ao mundo. Compartilhe sua história com eles, as lutas e os triunfos e tudo mais. Mostre a eles que há mais beleza dentro do que eles podem ver agora. É assim que você vai responder a essa pergunta que está seguindo você, aquela que às vezes te mantém acordada à noite.

Você é mais que suficiente, Miche. Você sempre foi e sempre será. E eu não posso esperar por você para ver isso. (Claudia)


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas