31 deputados baianos votam contra aumento do salário mínimo para R$ 560

Trinta e um dos 39 deputados federais baianos votaram contra o aumento do salário mínimo para R$ 600, em primeira votação, como João Leão, Roberto Britto e Lúcio Vieira Lima, e R$ 560 na segunda votação realizada na noite de quarta-feira na Câmara dos Deputados. A bancada do PT, a maior da Bahia com 10 deputados, entre os quais o ex-secretário estadual de Combate à Pobreza, Valmir Assunção, decidiu votar a favor do salário de R$ 545. (Jornal da Mídia)

VEJA QUEM VOTOU SIM E NÃO
Antonio Carlos Magalhães Neto
Fábio Souto
Fernando Torres
José Nunes
Oziel Oliveira
Luiz Argôlo
Antonio Imbassahy
Jutahy Junior
SIM
NÃO
João Leão
Roberto Britto
João Carlos Bacelar
José Rocha
Acelino Popó
Márcio Marinho
Jânio Natal
Erivelton Santana
Emiliano José
Geraldo Simões
Josias Gomes
Luiz Alberto
Nelson Pellegrino
Rui Costa
Sérgio Barradas Carneiro
Valmir Assunção
Waldenor Pereira
Antonio Brito
Alice Portugal
Amauri Teixeira
Felix Júnior
Maurício Trindade
Arthur Maia
Daniel Almeida
Edson Pimenta
Lúcio Vieira Lima
Paulo Magalhães
Sérgio Britto


Comentários fechados.

Notícias Relacionadas